quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

PETIÇÃO PÚBLICA - 2

Para animar ainda mais a Petição Pública que pede a "Reativação da linha ferroviária de Poços de Caldas e melhorias no bem tombado", que tal encaminhar o assunto aos nossos Vereadores, questionando-os se vão colocar seus nomes lá? Uma alternativa é enviar emails a eles, cuja lista está abaixo.
Após enviar o email, a Câmara responde com um pedido de confirmação da mensagem. Exerça a cidadania e cobre dos representantes do Povo um posicionamento.

Os emails dos vereadores de Poços de Caldas:
 
rogerioandrade@camarapocos.mg.leg.br
antoniocarlos@camarapocos.mg.leg.br
professorflavio@camarapocos.mg.leg.br
mariacecilia@pocosdecaldas.mg.leg.br
marcustogni@camarapocos.mg.leg.br
pauloeustaquio@camarapocos.mg.leg.br
reginacioffi@camarapocos.mg.leg.br
valdirsementile@camarapocos.mg.leg.br
waldemar@camarapocos.mg.leg.br
urutu@pocosdecaldas.mg.leg.br
joneieiras@pocosdecaldas.mg.leg.br
joaquimdafarmacia@pocosdecaldas.mg.leg.br

3 comentários:

DanzaVilela disse...

Oi Rubens, você já deve ter se informado, mas existe o site da extinta Rede Ferroviária Federal. Nele podemos ler um documento no link "Programa de Destinação do Patrimônio", à direita da página, onde constatamos que é totalmente irregular a destinação que o restaurante HABIB's deu à parte que diz ter comprado da união. Lá está escrito entra outras coisas, que: o uso deve estar "necessariamente atrelado ao cumprimento da função sócio-ambiental". Além disso, deve-se "respeitar a vocação do imóvel, com necessária observância das diretrizes da política urbana estabelecidas no plano diretor do município no qual localiza-se o imóvel"
Vai o link da RFFSA: http://www.rffsa.gov.br/

Rubens Caruso Jr. disse...

Alvaro, conheço bem esse material da Rede e penso que o caso não se aplica pois o Programa serve para imóveis ainda da União. Mas não é preciso ir muito longe: a própria prefeitura não respeita a vocação do imóvel (Estação).
Há outras perguntas sem resposta também:
-quando é que o Condephact de Poços vai se manifestar sobre o pedido de tombamento que protocolei e apresentei em agosto?
-como é que a secretaria municipal de planejamento aprovou a construção dos muros sobre o leito da ferrovia, sabendo que o local é tombado?
-quando é que as autoridades que acessam o Memória de Poços de Caldas diariamente (ou será que não acreditam nas "fontes" que há no velho Palacete?)vão se manifestar?
-por fim, fazendo referência à frase "política urbana estabelecida no plano diretor", não seria esse mesmo plano diretor o que orientava o crescimento da cidade a oeste quando os que ignoram o patrimônio ferroviário decidiram pelo Paço na zona sudeste?
O que falta para uma destinação decente do patrimônio ferroviário visando também a reativação do Ramal é apenas boa-vontade do Poder. E pode ter certeza que já tem político "de fora" de olho na ideia!
Um abraço e muito obrigado.

Caruso

Clodoaldo disse...

De volta à Poços, resolvi ontem ir na estação, realmente a situação é deplorável.Questionei a pessoa resposnsavel pelo CIT sobre construções irregulares e a resposta foi a seguinte: "não há nada irregular pois foi o prefeito que autorizou, se quiser reclamar vá até ele na Prefeitura".Acho que a respostas irão vir das urnas, mas enquanto isso vamos divulgar entre nossos amigos a petição pública.

Postar um comentário

Memória de Poços de Caldas é um trabalho cultural, sem fins lucrativos, e democrático. Aqueles que quiserem se comunicar diretamente com o autor podem fazê-lo pelo email rubens.caruso@uol.com.br .