terça-feira, 8 de maio de 2012

QUEM ESTÁ SEGURANDO O TREM?

Prepare-se: o projeto Poços na Linha está correndo sério risco de ser empurrado para o ano que vem (ou quem sabe quando), por conta da legislação eleitoral, notadamente o disposto na Resolução 23.341/2011 do TSE, que diz:
  
"JULHO - SÁBADO, 7.7.2012
a) Data a partir da qual são vedadas aos agentes públicos as seguintes condutas:
  
II- realizar transferência voluntária de recursos da União aos estados e municípios, e dos estados aos municípios, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra ou de serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública".
  
É importantíssimo que o prefeito Paulo César Silva exija dos secretários envolvidos na execução do projeto formal a ser encaminhado a Brasilia a celeridade necessária para que todo o empenho e interesse de milhares de pessoas não se perca no limbo dos entraves burocráticos pré-eleitorais, o que poderia soar bastante conveniente àqueles poucos que mostraram-se contra o Projeto. 
  
Dois meses é prazo mais que suficiente para que servidores municipais inteligentes (concursados ou nomeados) preencham os formulários do Governo Federal -cronograma inclusive. Ou vamos ter que conviver com a decepção de ver um projeto grandioso, como há anos Poços de Caldas não vê no turismo, que já envolveu milhares de pessoas, com oferta de verba federal para sua execução, perdido? 

7 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Caruzo
Como pode ter tanta certeza que vcs serão comtemplados por esse programa do governo federal, sei de outras situações que são muito mais interessantes do que a vivida por Poços que não foram escolhidas, pode nos explicar a sua convicção!

Rubens Caruso Jr. disse...

Certeza, certeza mesmo, é que o meu nome é com "s" e não com "z"...
Não entendi o "vcs serão contemplados". O correto é "nós" seremos contemplados -"nós", a cidade, a população. Eu particularmente só estou ganhando dor de cabeça por defender um projeto que não me beneficia diretamente em nada: não tenho hotel, não tenho bar, não tenho comércio; não sou da área de logística; o trem sequer atenderia a necessidade de transporte comercial do meu trabalho. Cansei de ser questionado -em geral por pessoas de caráter duvidoso- sobre o que estaria "ganhando com isso".
A questão é que enxergo o potencial que o Trem Turístico tem, e fui longe: fui conhecer operações similares no Brasil (Campinas, São Lourenço e Curitiba); idealizei um projeto completo; consegui quem opera o serviço com qualidade; orçamento de empresa que constrói ferrovias; pedi tombamento de patrimônios; protocolei pedido de revisão do Plano Diretor; participei da Caminhada Poços na Linha, um grande esforço da Escola Criativa Idade, do Albert, do Álvaro e outros muitos amigos; já fiz dez apresentações formais do projeto, inclusive ao prefeito; tive reunião com o deputado federal Odair Cunha; apoiamos o MPF no assunto; tentei muito envolver a mídia local, anda sem o sucesso desejado; conseguimos uma Audiência Pública só para tratar do assunto; fui desafiado para um debate na rádio e lá estive defendendo a ideia.
Minha pressão é para que a prefeitura faça um projeto simples, para cujo preenchimento (veja, "preenchimento")existe uma cartilha orientativa disponível na internet, vá com esse projeto ao Governo Federal e mostre as virtudes turísticas da cidade e como o Trem Turístico se encaixa perfeitamente ao que Brasilia quer oferecer aos turistas da Copa e Olimpíada. Infelizmente, é prerrogativa exclusiva da prefeitura apresentar o projeto ao Governo Federal -não fosse, pode apostar que já estaria em Brasilia há tempos.
Agora, será que as outras 100 cidades que já apresentaram seus projetos de trens turísticos são melhores que Poços? Será que não é inteligente ao menos pleitear formalmente uma verba ofertada? E quais seriam as outras situações "muito mais interessantes" que você cita? Lembre-se que são R% 500 milhões anunciados e que sé serão aplicados em trens -é a tal "verba carimbada".
Por fim, minha convicção é muito simples: se Poços não for atrás da verba, é certo que não a teremos. Só isso.
E é bom correr, porque temos menos de dois meses para conseguir.
Espero ter mudado a sua convicção, Anônimo.

Anônimo disse...

CARUSO
Certamente não mudou, agora entendi o porque não existe um projeto participativo na sua CIDADE.
Queira me desculpar pelo erro ortográfico cometido, não tive a intenção de ofende-lo.
"O arrogante detém total ignorância a respeito da vida, acha-se acima do bem e do mal, não desconfia que o fim dele, depois de muito conviver com a solidão, alem de ser um alivio para muitos, poderá até ser desejado por outros".

Boa sorte!

DanzaVilela disse...

Não existe projeto participativo em nossa cidade?!?!
Em que planeta o "anônimo" vive?
Há tempos que não via tanta participação de nossa sociedade em projeto algum. Se bobear, talvês seja a primeira vez. São escolas, entidades de classe, universidade.... E isso ainda é só o começo!
Rí melhor quem rí por último.
Nosso (nosso porque é de toda a cidade) trem ainda vai voltar a apitar por estas montanhas. Se será este ano ou no próximo é detalhe. Mas que vai vai!!!

Anônimo disse...

Caríssimo Caruso "z "? Quando você fez o comentário acima, falando que só ganhou dor de cabeça , que isso não beneficia você em nada, que você não é hoteleiro, comerciante e coisa e tal, realmente não precisa ser nada disso quando temos interesse em algo, correto? Fiquei sabendo por um passarinho "azul", falador demais, que você havia pedido um valor de nada mais nada menos do que R$ 30.000,00 para a PREFEITURA MUNICIPAL , para elaborar o projeto do viva poços. è verdade ou mentira. Por isso e outras coisinhas mais é que tenho dúvida desse projeto. Aliás , está para existir alguém que faça alguma coisa de graça, ainda mais quando se tem dinheiro do povo. Abraço e boa noite......Presta atenção onde você conversa e o que você conversa, pois acredito que este projeto seu R$ 30.000,00, nunca sairá do papel......
Por favor, como jornalista que é , não deixe de publicar isto......

Rubens Caruso Jr. disse...

Acredite em quem você quiser. Problema seu.

Anônimo disse...

Parabéns pelo projeto Rubens, tomei conhecimento dele a pouco tempo e torço muito para que dê certo, assim como todos os demais projetos de trens espalhados por este país.

Postar um comentário

Memória de Poços de Caldas é um trabalho cultural, sem fins lucrativos, e democrático. Aqueles que quiserem se comunicar diretamente com o autor podem fazê-lo pelo email rubens.caruso@uol.com.br .