quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

TREM TURÍSTICO DE POÇOS DE CALDAS

"O trem está de volta". Com esse título um jornal de Poços de Caldas noticiou o retorno das viagens que o filme acima, do acervo de Antônio Carlos Torres (que foi Chefe da Estação de Poços de Caldas), mostra, em detalhes, entre Águas da Prata e Poços de Caldas.
   
O Trem Turístico começou a circular em outubro de 1987, especialmente pelo esforço de Eder Alvise, dez anos após terem sido suspensas as viagens de trens de passageiros, permanecendo apenas o transporte de cargas. Em 1997, a Fepasa decidiu pela retirada dos trilhos entre as estações Bauxita e Poços de Caldas.
   
Filmes como esse mostram não apenas o quanto estamos perdendo em turismo e mobilidade -note as paisagens da serra, com cachoeiras, túnel e o Viaduto do Tajá, no qual o trem se "equilibra" num trilho com 1 m de bitola- mas são provas da imbecilidade que acomete alguns políticos, que não enxergam nada além do nariz. Um mínimo de inteligência teria mantido a estrutura ferroviária e hoje não estaríamos sonhando novamente como sonharam os poçoscaldenses nos anos 1980.
   
Assista o filme e não deixe de comentar. Ter o trem de volta em Poços de Caldas é, sem dúvida, um grande projeto para a cidade, queiram ou não os atuais mandatários.
  
Memória de Poços de Caldas permanece firme no propósito de preservar o patrimônio ferroviário (o assunto tramita desde agosto de 2011 no Condephact, ainda sem qualquer resposta) e resgatar a presença do trem na cidade.
   

13 comentários:

DanzaVilela disse...

Pressão popular, esta é a chave para conseguirmos nosso trem de volta. Chega de passividade e vamos todos agir!!! A CriativaIdade, escola dos meus filhos, iniciou um abaixo assinado pedindo a volta do nosso trem. Vamos fazer este documento rodar a cidade buscando apoio geral. Sem esquecer de agradecer à este paladino, Rubens Caruso, pela determinação em ver tudo em seu lugar. Podem contar comigo para o que der e vier!!!

Alex Leão disse...

Maravilhoso o vídeo! Poços teria ficado "isolada do mundo", não fosse a Mogiana. E por muito tempo o principal meio de acesso à cidade era a ferrovia. O caldense deveria render homenagens à este meio de transporte fantástico e nostálgico preservando sua memória ferroviária e principalmente reativando seu trem turístico.

Rafael Ferreira disse...

Fiz essa viagem quando pequeno,em 89 acho...muito bacana relembrar,sobretudo pq as imagens são exatamente da época que viajei...foi muito divertida essa viagem,eu tinha uns 5 anos de idade e me lembro como se fosse hoje!

Pedrinho - K2 disse...

Olá Caruso... cheguei a passear neste trem com a escola e foi uma sensação que vou levar pro resto da vida. Como você disse, a IMBECILIDADE das autoridades responsáveis prejudica toda a história de um povo, bem como seu bem-estar. Todo esse papo me lembra o período em que várias ferrovias foram desfeitas pelo regime militar... tem um espetáculo escrito pelo Milton e Fernando Brant que chama "O Último Trem" e é bem forte... dali saíram Ponta de Areia e outras músicas super representativas das suas carreiras. Colo aqui um link onde tem um trecho do álbum - http://www.youtube.com/watch?v=VaGYjb7wu_M - Abraços

Rubens Caruso Jr. disse...

ALEX, há três boas possibilidade que viabilizariam a volta do trem: turístico a vapor entre as estações de Poços e Bauxita; turístico contemporâneo ligando Poços a Águas da Prata, como no filme acima; trem urbano ligando o centro à zona sul, passando pela PUC e interligando-se com ônibus para a Unifal.
RAFAEL, seu exemplo demonstra o potencial turístico do projeto. É o que acontece com quem passeia, por exemplo, no "Trem de São Lourenço".
PEDRINHO, também um bom exemplo. O pior é que a nossa ferrovia foi afetada em plena "democracia".
Passou meu tempo de defender utopias. O trem é uma realidade mundial -ou Europa, Japão e EUA é que estão errados?
Falta vontade oficial, pois já apontei (e aponto de novo: http://www.turismo.gov.br/turismo/o_ministerio/publicacoes/cadernos_publicacoes/22Projetos_Trens.html ) a fonte de recursos no Ministério do Turismo. O problema é que somente a prefeitura pode pleitear essa verba. Só ela.

Um abraço.

Anônimo disse...

Concordo totalmente a respeito da volta do trem, ver como era antes e ver como esta agora abandonado faltando partes é um desrespeito com a história da cidade!!!

Tiago disse...

Rubens, assim como você sou grande defensor e entusiasta do transporte ferroviário. Sou bisneto de maquinista e neto de telegrafista (ambos da Mogyana) e cheguei a fazer esse passeio quando criança. Uma viagem inesquecível, com paisagens belíssimas que guardo na memória até hoje. Sou apaixonado por Poços de Caldas (faço questão de ir todos os anos) e acho que a cidade está perdendo uma enorme oportunidade de atrair um maior fluxo de turistas. Fiz recentemente o passeio no trem que liga Ouro Preto e Mariana que é um sucesso tremendo. Plataforma abarrotada de turistas e estudantes e bilhetes esgotados em poucos minutos! Tenho certeza absoluta que a volta desse passeio em Poços teria o mesmo êxito.
Parabéns pelo trabalho e um grande abraço deste que, apesar de nunca ter feito nenhum comentário, é leitor assíduo de suas matérias desde o tempo do Viva Poços!

Daniel Rabelo disse...

Galera, voces não vão acreditar, mas eu apareço no video hehehe, nos 5:41 mim de video, tem uma mulher vendendo uns biscoitos, e eu so o gordinho sentado que ja estava com um pacote na mão abrindo pra comer haha, num acreditei quando vi, fiz essa viagem varias vezes, conhecia os maquinistas de tanto que fazia meus pais me levarem a estação, ainda vou ate a estação Bauxita ate hoje ver o trem, chegamos a fazer essa viagem na locomotiva, muuuitas saudades.

Rubens Caruso Jr. disse...

ALVARO, meu nome já está no abaixo assinado da Criativa Idade. Achei bacana que os alunos pretendem levar a outras escolas da cidade. Honestamente não é uma luta minha, mas de interesse de toda a cidade -com perdão do trocadilho, só estou puxando o trem.
ANÔNIMO, respeito com a história é um dos pontos. Ótimo.
TIAGO, tal como você testemunhou em Mariana, estive em São Lourenço. Ver a plataforma abarrotada de passageiros impressiona. Aqui estou impressionado de ver a plataforma abarrotada de tranqueiras da secretaria de turismo.
Daniel, conte mais das suas aventuras. E que legal você se ver no filme.

Abraços.

Clodoaldo disse...

Boituva investindo em restauro das estação Fepasa http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2011/11/alunos-do-curso-de-restauro-fazem-pratica-em-fepasa-de-boituva-sp.html e http://redeglobo.globo.com/sp/tvtem/ , será que é tao difícil as autoridades de Poços fazerem algo do gênero...essa idéia de abaixo assinado é uma boa iniciativa...

Rubens Caruso Jr. disse...

CLODOALDO,
Nossos políticos estão certos. Os de Campos do Jordão, Jaguariuna, São Lourenço, Tiradentes, Itu ou até mesmo da pequena São Paulo é que estão errados. Trem é utopia.
Um abraço.

felipe de americana sp. disse...

PARABENS ! PARABENS ! PARABENS !

já tinha procurado bastante pela intenet imagens deste assunto, não viagei na época porque o meu pai achava muito caro a passagem para ir a família inteira...

Que ano foi o vídeo,/ quem é a moça bilheteira atualmente,/ e o depoimento dela,/ quantos anos ela tinha,/ qual foi a estamparia que fez a camiseta dela/ , ainda existe e o telefone?????????????????????????

Andrenicoletti disse...

Eu Andei neste trem, e pude pelo menos uma vez na minha vida recordar de algo tão fantástico e maravilhoso que era o percurso desta linha.
Tens Razão quanto a imbecilidade e mais, a prova que o dinheiro corrompe mesmo a cultura, os valores e a todos que não tem coragem de se indignar.Deixo aqui uma ideia de petição publica, creio que pelo percentual de habitantes do municipio 30 mil assinaturas já teriam um grande força em uma petição publica...
Grande Abraço

Postar um comentário

Memória de Poços de Caldas é um trabalho cultural, sem fins lucrativos, e democrático. Aqueles que quiserem se comunicar diretamente com o autor podem fazê-lo pelo email rubens.caruso@uol.com.br .